ARTIGOS MAIS LIDOS:
Daqui em diante, você encontrará muitos outros artigos sobre psicologia. A finalidade da Psicoterapia é entender o que está ocorrendo com o cliente, para ajudá-lo a viver melhor, sem sofrimentos emocionais, afetivos ou mentais. Aqui você encontrará respostas sobre a PSICOTERAPIA - para que serve e por que todos deveriam fazê-la. Enfim, você encontrará nesses artigos,informações sobre A PSICOLOGIA DO COTIDIANO DE NOSSAS VIDAS.

FOCO DA PSICOTERAPIA DE PACIENTES HOMOSSEXUAIS


Nesses anos como psicoterapeuta tenho atendido pacientes que necessitavam de orientações sexuais, ou que apresentavam diversos distúrbios sexuais, conflitos quanto a sua identidade, e muitas dessas pessoas, por mais incrível que possa parecer, já me pediram ajuda para que deixassem de ser homossexuais!!! Meus amigos, sinto-me absolutamente seguro e experiente, muito confortável mesmo, para afirmar que transformar um homossexual num heterossexual é inconcebível, ou seja: não há possibilidades de mudar a identidade sexual afirmada de uma pessoa. A aceitação dessa afirmativa vai ao encontro da idéia de que a homossexualidade não pode mais ser vista como uma “doença” ou um “desvio”, um “transtorno”. Ela é, com toda a certeza, uma modalidade própria do amor, uma maneira de amar e se sentir amado, e que tem, contudo, uma dolorosa consequência que é a solidão. Esse é um dos principais focos deste processo terapêutico e sobre o qual, direi umas poucas palavras.

Com muita frequência esses pacientes revelam seus sofrimentos com frases como essas:

- “sou homossexual e a minha família não me aceita”
- “meus pais não me aceitam como sou”
- “somente minha irmã sabe que sou gay”
- “me sinto muito infeliz pois sou muito sozinho”

Esse é o real problema a ser tratado na homossexualidade: a solidão afetiva! O homossexual conquistou seu espaço na sociedade (a despeito da ainda existente e absurda homofobia), mas é uma pessoa solitária. Seu problema não é mais a afirmação da sua identidade sexual mas sim, conseguir e vivenciar o amor, algo indispensável e importantíssimo para todos nós. Fazer sexo não é problema para homossexuais. Isso é fácil de conseguir, mas a afeição, a ternura, o compartilhamento da sua vida com um companheiro que o ame, dividindo o seu cotidiano lhe faz muita falta e a dor dessa falta é quase insuportável.

A solidão trás uma sensação de abandono e amargura, às vezes até de ser desprezado. Sufoca a alegria de viver e modifica a pessoa em sua beleza interna. Isso machuca muito. Assim, a psicoterapia, nestes casos, deverá ter como objetivos a confirmação e autoaceitação da sua identidade sexual e a abertura e confiança para experiências interpessoais significativas (não superficiais, portanto) que possibilitem o encontro amoroso, aquele encontro que preenche a alma e que faz qualquer pessoa se sentir plena e realizada!


Use computador para ver todo o conteúdo do blog.

Um abraço,

Psicólogo Paulo Cesar

Psicoterapeuta de adolescentes, adultos, casais e gestantes. Psicólogo de linha humanista com acentuada orientação junguiana e budista. Consultório próximo ao Shopping Metrô Santa Cruz. Atendimento de segunda-feira aos sábados. Marque uma consulta pelos fones 11.5081-6202 e 94111-3637 ou pelos links www.psicologopaulocesar.com.br ou www.blogdopsicologo.com.br  

Um comentário:

  1. Essa abordagem foi extremamente objetiva e completa. Eu gosto exatamente disso nos seus textos!

    ResponderExcluir