ARTIGOS MAIS LIDOS:
Daqui em diante, você encontrará muitos outros artigos sobre psicologia. A finalidade da Psicoterapia é entender o que está ocorrendo com o cliente, para ajudá-lo a viver melhor, sem sofrimentos emocionais, afetivos ou mentais. Aqui você encontrará respostas sobre a PSICOTERAPIA - para que serve e por que todos deveriam fazê-la. Enfim, você encontrará nesses artigos,informações sobre A PSICOLOGIA DO COTIDIANO DE NOSSAS VIDAS.

ANSIEDADE DO VESTIBULAR – ARTIGO 1

Compartilhe esse artigo com seus amigos! Esse é o primeiro artigo de uma série sobre a Ansiedade do Vestibular.

De repente, a mente “trava” durante a preparação para o vestibular, o coração bate mais rapidamente ou a respiração fica curta. O estudante pensa que não é capaz de ter sucesso nas provas! É a ansiedade do vestibular se manifestando...
A maioria das pessoas fica ansiosa ao fazer um exame, mas há muitos indivíduos que são mais propensos a sofrer de ansiedade nas provas do que outros. Por que isso acontece? O que você pode fazer se para acalmar?

Chamo de Ansiedade do Vestibular o sentimento intenso de medo ou pânico antes e/ou durante as provas do vestibular. De modo geral, existem dois tipos de ansiedade – a baixa e a alta ansiedade. Veja o que acontece:
  • os estudantes que sofrem de baixa ansiedade podem ficar um pouco nervosos com a proximidade do exame, mas ainda conseguem concentrar a atenção em seus estudos ou nas questões da prova. Normalmente, esses estudantes não são atingidos por pensamentos intrusivos e não se sentem debilitados pelo exame.
  • os estudantes que sofrem de alta ansiedade mostram uma reação intensa e imediata quando expostos à uma situação que temem, nesse caso, as provas do vestibular. Acredite que muitos até tentam evitar esse sofrimento não indo à prova, ou podem tentar realizá-la, porém com medo extremo. Essa ansiedade elevada pode levar alguns desses estudantes a uma sensação de pânico e desespero!

Nesse artigo, o meu foco é ajudar esses jovens a lidar com a ansiedade de modo que seus desempenhos durante o vestibular sejam tranquilos e com o mínimo de estresse e ansiedade. Mais importante ainda, é que reconheçam os sinais de ansiedade e que saibam como evitar os sintomas que diminuem a capacidade de concluir a prova. Alguns sinais são fáceis de detectar como o coração acelerado, mãos úmidas, respiração rápida e enjôos. São próprios da reação a altos níveis de ansiedade, pois é assim que os corpos respondem a uma ameaça - e, embora desconfortável, não é prejudicial.

A ansiedade pode ser útil em determinadas situações; por exemplo, numa situação de perigo como pulando de um carro em movimento. Mas também ajuda a aumentar a nossa atenção para o evento ameaçador, melhorando a nossa prontidão para resposta. Contudo, a ansiedade não é tão útil quando a ameaça que enfrentamos é cognitiva, como um exame de vestibular. Os pensamentos envolvidos na ansiedade do vestibular geralmente incluem o pensamento negativo sobre o próprio desempenho e/ou a reação física a pensamentos sobre um exame em data futura - "Eu vou falhar", "eu não vou aguentar", "Meu coração já está saindo pela boca e nem não consigo me concentrar".

Altos níveis de ansiedade nos exames podem ter levar a desempenho ruim pois o estudante tende a crer que os exames são ameaçadores; assim, responde com intensas reações emocionais, ficando difícil concentrar-se na tarefa em questão. Ser avaliado evoca respostas ansiógenas que interferem no desempenho efetivo em tarefas cognitivas e intelectuais. Evidentemente isso impacta as chances da pessoa fazer o seu melhor no exame. Fica, assim, a pergunta: “o que você pode fazer contra a ansiedade do vestibular?” Bem, se você identificar uma grande ansiedade em si mesmo, poderá aprender maneiras de evitar que influencie negativamente o seu desempenho no vestibular. Se você fica super ansioso antes de um exame, então tem que cuidar muito bem de si mesmo, dormindo bem durante a noite, se alimentando de forma nutritiva, exercitando-se e fazendo algumas rotinas de relaxamento.

Como psicólogo, sei muito bem do valor do relaxamento para ajudar a controlar a ansiedade. Assim, recomendo aprender algo que lhe faça relaxar. Além disso, é importante entender a natureza da sua ansiedade para que possa lidar com mais eficácia em futuras situações de avaliação. Dentre as técnicas de relaxamento, minhas preferidas são o treinamento autógeno e a atenção plena. O treinamento autógeno é baseado na autossugestão, e a atenção plena leva o estudante a tentar se concentrar no momento presente enquanto reconhece e aceita calmamente seus sentimentos, pensamentos e reações físicas ansiosas.

O relaxamento pode ser usado ao lado de um processo de dessensibilização sistemática, estimulando-lhe a visualizar uma cena completamente relaxado enquanto mentalmente evoca alguns sentimentos da cena real. A ideia é que se você aprender a relaxar enquanto visualiza-se fazendo o exame, você também pode aprender a relaxar enquanto faz o realiza também.

Alguns alunos são tão ansiosos e com risco de manifestarem transtorno do pânico que o melhor seria se fizessem psicoterapia; assim, entenderiam como “funcionam” psico-emocionalmente e como controlar-se em situações de alta ansiedade. Isso poderá ter uma série de efeitos positivos, incluindo melhor desempenho acadêmico, redução do estresse e angústia, aumento do senso de controle e confiança e diminuição da frustração.

Concluindo, seguem algumas dicas para lidar com a ansiedade do vestibular. Nos próximos artigos sobre esse tema, aprofundarei as informações. Fique ligado, siga o Blog do Psicólogo para não perder os futuros artigos.

Ao se preparar para exames de vestibular, tente:
  • preparar-se com antecedência estudando de forma sistemática a cada dia.
  • usar provas de vestibulares anteriores como uma oportunidade para administrar a ansiedade.
  • perceber quando está iniciando a ansiedade, observando suas reações físicas.
  • substituir os pensamentos inúteis por uma conversa direta consigo próprio que seja mais encorajadora, desafiando seus pensamentos pessimistas e negativos.
  • praticar a concentração de sua atenção na tarefa em questão (atenção plena), em vez de se enredar em sua ansiedade e pensar no "e se?"
  • aprender algumas técnicas de relaxamento para reduzir suas reações físicas de ansiedade.

Lembre-se de adotar hábitos saudáveis: preste atenção ao seu sono, nutrição, exercício, rotinas de relaxamento e apoio social.

Para ver todo o conteúdo do blog use um computador ou, se estiver usando um celular, mude a configuração para o "modo computador".

No BLOG DO PSICÓLOGO, identifique na coluna ao lado, o campo “SIGA-ME POR EMAIL”. Basta escrever o seu email para receber gratuitamente artigos sobre a Psicologia Humana.

Um abraço,

Psicólogo Paulo Cesar
Psicoterapeuta de adolescentes, adultos, casais e gestantes.
Psicólogo de linha humanista com acentuada orientação junguiana e budista.
Realiza Coaching Psicoterapêutico para desenvolvimento de carreiras.
Consultório próximo ao Shopping Metrô Santa Cruz. Atendimento de segunda-feira aos sábados.
Marque uma consulta pelos fones 11.5081-6202 e 94111-3637 ou pelos links www.psicologopaulocesar.com.br ou www.blogdopsicologo.com.br


Nenhum comentário:

Postar um comentário