ARTIGOS MAIS LIDOS:
Daqui em diante, você encontrará muitos outros artigos sobre psicologia. A finalidade da Psicoterapia é entender o que está ocorrendo com o cliente, para ajudá-lo a viver melhor, sem sofrimentos emocionais, afetivos ou mentais. Aqui você encontrará respostas sobre a PSICOTERAPIA - para que serve e por que todos deveriam fazê-la. Enfim, você encontrará nesses artigos,informações sobre A PSICOLOGIA DO COTIDIANO DE NOSSAS VIDAS.

PESSOAS ALTAMENTE SENSÍVEIS DEVEM FAZER PSICOTERAPIA

Se seus amigos, familiares ou colegas já lhe disseram que você é muito sensível, confira os itens abaixo:
  • Você é reage rapidamente a coisas como luzes brilhantes, cheiros fortes, tecidos grosseiros ou sirenes por perto?
  • Você fica abalado quando tem muito o que fazer em pouco tempo?
  • Você evita filmes e programas de TV violentos?
  • Você precisa se retirar, durante os dias mais ocupados, para um quarto escuro, banheiro, para a cama ou algum outro lugar onde possa ter privacidade e sentir-se mais aliviado?
  • Você prioriza a organização de sua vida para evitar situações perturbadoras ou desagradáveis?
  • Você percebe ou aprecia aromas, gostos, sons ou obras de arte delicados ou finos?
  • Você tem uma vida interior rica e complexa?
  • Quando você era criança, seus pais ou professores o viam como uma pessoa sensível ou tímida?
Se você se identificou com alguns dos tópicos acima, você pode ser uma Pessoa Altamente Sensível (sigla PAS). Mas não se preocupe pois isso não significa que há algo errado com você.

O Que Significa Ser Uma Pessoa Altamente Sensível (PAS)?

Ser uma PAS (pessoa altamente sensível) é ser uma alguém que possui uma característica completamente normal (ocorre em 15-20% da população), logo não se trata de um distúrbio, tanto que não há referências a isso no Manual de Diagnóstico, que é o recurso profissional para diagnosticar problemas de saúde mental. Em vez disso, a sensibilidade está se tornando cada vez mais reconhecida como um traço de personalidade e como parte do temperamento inato de uma pessoa, como se fosse naturalmente extrovertida, confiável ou independente. Embora essa característica de sensibilidade possa parecer um pouco diferente para todos, ela inclui alguns elementos fundamentais. PAS’s captam muito mais que os demais sobre o mundo ao seu redor, incluindo os 5 sentidos (desfrutando / saboreando e às vezes sendo excessivamente estimulados pela luz, som, cheiro, tato / textura e sabor), emoções fortes (um PAS pode sentir, de forma abundante, alegria ou excitação e pode ser igualmente superado pela tristeza ou decepção), outras pessoas (PAS’s costumam estar especialmente sintonizados com o clima de uma sala, com os sentimentos dos outros ou até com as mudanças sutis em um amigo ou colega de trabalho, como reconhecer seu sorriso tímido ou ombros caídos, indicando que estão tendo um dia difícil), perfeccionismo (podem ser perfeccionistas e podem se preocupar um pouco com o desempenho ou em não decepcionar os outros. Curiosamente, os PAS’s tendem a ter um desempenho mais fraco quando estão sendo observados de perto devido à sua maior sensibilidade a essa observação).

A PAS costuma ser única e possui suas próprias áreas de sensibilidade, entretanto, quatro características que são comuns a todas as pessoas altamente sensíveis:

Profundidade do processamento: o cérebro de PAS’s são mais ativados que o cérebro de pessoas não altamente sensíveis, significando uma maior profundidade de processamento da mesma informação.
Estimulação: Os sensíveis podem ser mais suscetíveis à superestimulação e sobrecarregar suas mentes, pois coletam muito mais informações e processam mais profundamente.
Emocionalmente responsivo: As PAS’s sentem profundamente e reagem mais fortemente a experiências emocionais - tanto positivas quanto negativas. O que isso significa é que, para eles, o ambiente é muito importante, porque são mais impactados (pessoas e lugares) do que por outros. As PAS’s também são mais capazes de se relacionar com as emoções de outras pessoas, o que significa que possuem maior capacidade de empatia.
Sutilezas da sensibilidade: As PAS’s conseguem captar detalhes sutis que outras pessoas não percebem (como pequenas mudanças em nosso ambiente ou sugestões não verbais de outras pessoas etc.). 

A expressão “Altamente sensível” às vezes pode ter uma conotação negativa em nossa sociedade, mas isso não significa que a pessoa seja fraca nem que precise "endurecer". O indivíduo altamente sensível simplesmente têm um sistema nervoso mais refinado do que o resto da população, permitindo-o captar e processar profundamente informações / estímulos que nem sequer são registrados para a maioria das pessoas. Na verdade, isso pode ser até um presente, existindo muitos benefícios em ser altamente sensível, já que tende a ser:
  • Inteligente, intuitivo e perspicaz, muitas vezes percebendo nuances que outros sentem falta.
  • Altamente empático, compassivo e atencioso com os sentimentos dos outros.
  • Funcionário / estudante consciente e comprometido.
  • Criativo em uma ou mais áreas da vida (arte, música, escrita, resolução de problemas etc.).
  • Profundamente movido pela arte ou natureza e conectado aos animais.
  • Aprendiz rápido e pensador profundo
É realmente como um superpoder, depois que aprende como aproveitar essas características. Então, se você é altamente sensível, não se preocupe, isso não é ruim: ser altamente sensível é uma dádiva!

Se por um lado, essas características podem adicionar tanta riqueza e complexidade à vida, por outro lado, podem criar sentimentos de opressão e desejo de se esconder do mundo. Se você está cansado de se sentir sobrecarregado e frustrado consigo mesmo, seria muito bom considerar  o apoio de um psicoterapeuta que possa lhe ajudar a compreender-se e a desenvolver novas habilidades e entendimento do mundo.

Se você acha que é uma pessoa altamente sensível, reflita: e se você pudesse ...
  • Aprender a gerenciar suas emoções fortes sem ficar sobrecarregado ou ter que abandonar tudo?
  • Sair da montanha-russa emocional e manter a calma mesmo quando as coisas parecerem intensas?
  • Parar de se preocupar e se sentir estressado para que sua inteligência natural possa brilhar?
  • Escolher quando quer deixar algo de lado para que você possa adormecer mais facilmente ou relaxar?arar de sentir que é fraco, sem ter que esconder sua sensibilidade ou "endurecer?
  • Aprender a trabalhar com sua sensibilidade para melhorar seus relacionamentos?
  • Abraçar a sua sensibilidade e encontrar seus talentos / pontos fortes exclusivos para que eles possam trabalhar para você?
A psicoterapia ajuda a tornar melhor a vida das pessoas muito sensíveis. Muitas vezes clientes assim me procuram dizendo que são "diferentes" ou que há "algo errado com eles". Portanto, aprender sobre o que realmente significa ser uma PAS dissipará muitas dúvidas e mentiras que a sociedade alimenta sobre a sensibilidade.

Realmente pode haver algumas áreas da vida de uma pessoa altamente sensível em que não saber como controlar a sensibilidade poderá atrapalhar. Isso é muito comum porque a sociedade não ajuda quando se trata de compreender essas pessoas, muito menos ensinar a lidar com suas características. Aprender a lidar com sua sensibilidade pode assumir várias formas, e o psicólogo deve lhe ajudar a saber quais são as melhores para você. Práticas de conscientização, por exemplo, ajudarão a chegar a uma melhor compreensão de emoções e padrões nas vidas dessas pessoas, padrões, inclusive, que podem não estar funcionando muito bem. O psicoterapeuta poderá, ainda, ensinar habilidades e técnicas para lidar com as coisas de maneira mais eficaz. Coisas assim começas a acontecer com a psicoterapia: gostar mais da vida, sentir-se mais relaxado, sentir-se mais próximo de seus amigos e entes queridos, sentir-se feliz, calmo e consciente a maior parte do tempo, concentrar-se em seus objetivos e saber que você é bom o suficiente, capaz e completo.

De modo geral, podemos dizer que o objetivo da psicoterapia é ajudá-lo a saber que você é íntegro - e que permite que você se sinta mais confiante, contente, alegre, amado e conectado, focado, acolhedor e confortável do jeito que você é. O psicoterapeuta deve trabalhar em sintonia com você ajudando-o a se tornar mais do que você deseja ser, para continuar sua jornada sabendo que você é merecedor, capaz e bom o suficiente.

Espero que tenha gostado desse artigo. Há vários outros artigos no Blog do Psicólogo (www.blogdopsicologo.com.br) - acesse-os! CLIQUE AQUI para ler sobre prá que serve a psicoterapia!

Um abraço,

Psicólogo Paulo Cesar

Psicoterapeuta de adolescentes, adultos e casais. Psicólogo de linha humanista com acentuada orientação junguiana e budista. Palestrante sobre temas ligados ao comportamento humano no ambiente social e empresarial.
Consultório próximo à estação de metrô Vila Mariana. Atendimento de segunda-feira aos sábados. Marcação de consultas pelo tel. 11.94111-3637 ou pelo whatsapp 11.98199-5612.

Nenhum comentário:

Postar um comentário